segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Receitas from US: "granola" 100% coco (low carb)

Essa receita foi acidental. Mas o resultado foi tão bom que se deixasse a hosta teria comido tudo sozinha! E vamos combinar que quase qualquer coisa com coco fica uma maravilha mesmo!
Então lá fui eu comprar farinha de coco no mercado, crente que não encontraria. Mas pra minha surpresa, tinha! Só que com um detalhe... Custava $13! (só pra dar uma noção, um pacote do mesmo tamanho de farinha de MILHO sairia por uns $2...)
Enquanto isso, um pacote com 1 pound de coco ralado seco custava $4. Resolvi comprar e tentar fazer a FARINHA DE COCO em casa. Sem receita, fui instintivamente dar uma "afinada" no coco no liquidificador. Coloquei um pouquinho: ok, ficou em pó. Coloquei o resto do pacote: virou uma PASTA depois de poucos segundos batendo. Conclusão: minha receita de farinha de coco falhou miseravelmente. Mas foi assim que surgiu a granola de coco! =)
Essa "granola", além de poder ser consumida com leite sem perder a crocância rapidamente, ainda pode ser consumida pura como snack e também como acompanhamento (como se fosse uma farofa) pra iogurtes, sorvetes, etc.
ATENÇÃO: NÃO tente usar coco adoçado! NÃO vai funcionar!


Você vai precisar de:
500g de coco ralado seco (usei 453 gramas, mas tanto faz porque não vai mais nada mesmo!) seja em floquinhos ou flocões, tanto faz

Como proceder:
Coloque metade do coco no liquidificador. Bata até que ele solte óleo e comece a virar uma pasta. Se você quiser a granola mais "grossa", junte o resto do coco sem bater. Se quiser ela mais fininha, repita o procedimento com a outra metade. Obs.: Pode ser, dependendo da qualidade do coco, que pareça que aquilo nunca vai virar uma pasta, mas seja persistente. Se precisar, vá ajudando o liquidificador com uma colher pra ele processar todo o coco uniformemente.
Coloque a pasta num  papel toalha, fazendo várias camadas (papel+coco+papel+coco) se precisar. Retire o excesso de gordura e passe a pasta para uma forma grande, de preferência com um silpat por baixo (grudar não vai por causa da gordura, mas eu acho mais fácil assim). Distribua bem, evitando fazer camadas muito grossas de coco. Se necessário, distribua em duas formas.
Leve a forma ao forno a 150 graus (celsius) por uns 5 minutos (se você preaquecer) ou uns 8-10 (se não for preaquecido).
Retire, mexa o coco distribuindo uniformemente de novo (fazendo com que as camadas que não douraram dourem) e volte ao forno por mais 5 minutos. Mantenha sempre atenção porque se você vacilar, vai queimar.
Espere o coco amornar, mas não esfriar completamente e guarde num saquinho (pode ser de plástico tipo zip loc ou de papel, mas tenha em mente que se o material for poroso, ele vai absorver parte da gordura do coco) e deixe esfriar. Se você não tocar mais nesse coco, com a gordura do coco solidificando, ele virará um bloco. Dessa forma você pode quebrá-lo em pedacinhos menores ao seu gosto.
Mesmo não levando açúcar, essa "granola" fica um pouco doce. Mas se você quiser, pode adoçar - apenas lembre-se que açúcar = carboidratos. Eu, pessoalmente, aconselho pingar umas gotinhas de adoçante no leite na hora de consumir! (mas você pode consumir pura também, claro)

Obs: Pra dar uma variada você pode adicionar também (na fase em que o coco está morno e será embalado) adicionar castanhas, nozes, amêndoas ou frutas secas, que assim o sabor da "granola" fica mais variado.

Obs.2: IMPORTANTE! Essa receita foi feita a uma temperatura ambiente igual ou menor que 15 graus Celsius.
Se você mora em um lugar muito quente, é possível que você tenha que levar o coco à geladeira pra que o óleo se solidifique. Se você deixar a granola fora da geladeira e ela começar a virar pasta de novo por causa do calor, mantenha na geladeira!

Rende: O suficiente pra matar sua fome por alguns cafés-da-manhã

Um comentário:

  1. Bom dia Priscila,
    Muito boa receita, sem dúvida com coco tudo é saboroso, é somente necessário levar em conta a quantidade de calorias ingeridas.
    Beijo,
    Vânia

    ResponderExcluir